Montando um roteiro de viagem com o Google Maps
29/08/2018
Menores de idade podem viajar desacompanhados dos pais?
17/09/2018
Exibir tudo

Fazer uma pós-graduação no exterior passou a se tornar uma opção cada vez mais possível para os brasileiros. As facilidades como bolsas de estudo ou programas de financiamento abriram um caminho pouco percorrido para quem não possuía condição financeira substancialmente alta.

Independente da modalidade – stricto sensu, no caso de mestrado e doutorado, ou lato sensu, no caso de especialização e MBA – é possível ser discente de instituições internacionais que sejam vinculadas à universidades brasileiras ou que apenas aceitem os moradores do nosso país em suas instituições.

Além do crescimento acadêmico, há inúmeras vantagens em estar exposto a novas experiências, como dialogar em outro idioma e aprender diariamente sobre costumes diferentes. Afinal, para além da qualidade das instituições, o intercâmbio cultural é a característica que mais atrai os estudantes brasileiros para estes espaços.

Dependendo do país que você irá embarcar, pode ser necessário visto estudantil e/ou passaporte. Caso você precise de ajuda, conte com o profissionalismo da ForVistos. Agendamos entrevistas, pagamos as taxas e preenchemos os formulários, bem como resolvemos as demais demandas que possam surgir durante o processo para a concessão dos seus documentos.

Se você busca a melhor universidade para estudar, não deve deixar de escolher a melhor empresa de vistos consulares do Ceará para cuidar de detalhes essenciais para a sua viagem.

Qual a melhor opção, no meu caso?

Apesar do deslumbramento inicial com a opção, é preciso ver o que cada área exige para a consolidação dessa proposta. No caso de técnicos, tecnólogos e MBA, muitas vezes os casos podem ser resolvidos através da assessoria de uma empresa especializada no assunto; no caso de mestrados e doutorados, é necessário o contato diretamente com a instituição, que poderá ajudar você durante esse processo.

Conforme a sua área de atuação, é importante conferir quais os países que são referência no assunto e pesquisar sobre as melhores opções ainda na graduação, pois assim o seu planejamento será mais assertivo.

Para quem procura por uma entrada menos burocrática e rápida, o recomendado é que se escolha por colleges ao invés de universidades públicas, pois no caso da segunda, muitas vezes é necessário a indicação de professores da própria instituição a qual se deseja entrar. Em alguns colleges, também, é permitido trabalhar e estudar simultaneamente.

Quais os melhores países para fazer a pós?

Além dos Estados Unidos, que certamente é o país mais procurado do mundo, Austrália e Canadá podem ser considerados os países mais liberais. No caso desses dois países citados, é permitido até que o estudante seja acompanhado pelo cônjuge (em posse de visto de trabalho) e filhos, que podem usufruir das escolas públicas do país.

Em instituições de alta performance, como Harvard e Oxford, os índices de empregabilidade em uma volta ao país tornam-se estratosféricos. No entanto, os custos são salgados: apenas com a universidade, é preciso desembolsar mais de 50 mil dólares anuais.

Quais as exigências?

Apesar de cada país possuir critérios específicos, é uma exigência básica ter proficiência básica no idioma local. Boa parte das seleções demanda que você tenha, no mínimo, nível equivalente ao C1, no idioma. Apesar de ser possível desenvolver a sua fluência durante a permanência, é necessário que você entenda o suficiente para participar ativamente das aulas e atividades propostas.

Exames internacionais como o IELTS (International English Language Testing System), exigem nota mínima de 6,5 na avaliação de língua estrangeira. Por isso, é sempre importante ir atrás de cursos antes de enveredar por esse caminho.

A frustração precede o resultado. A cabeça gira, os planos parecem se esvair entre os dedos e a oportunidade tão desejada por milhões parece ser desperdiçada de forma boba. Ter o visto negado, principalmente para os Estados Unidos, é uma sensação indescritível – e, infelizmente, bem distante do bom sentido da expressão. Com isso, obrigações podem ser descumpridas ou a realização de um sonho pode ser adiado.

Os fatores que podem ter levado a não aceitação são diversos, transitando entre os erros mais básicos até condições estritamente proibidas por lei. De qualquer forma, após o revés, é importante saber de que forma proceder e entender o fator que levou a não concessão. Durante esse período, é necessário manter a calma e buscar uma avaliação especializada sobre os pontos para conseguir obter êxito na próxima tentativa.

Além de analisar detalhadamente a carta do Departamento de Imigração, veja se não há alguma possibilidade do problema ser resolvido no momento presente para reverter a situação. Existem categorias de vistos muito semelhantes, por exemplo, e isso pode causar confusão. Revise todas as exigências do visto que você deseja e do qual se aplicou, releia todas as regras e etapas do processo de aplicação, principalmente o formulário DS-160. 

Informações incompletas e pequenos deslizes de planejamento podem interferir diretamente no resultado. Ter que lidar com toda essa burocracia sozinho também pode desestabilizar seu emocional, dificultando o seu diálogo durante a entrevista consular e prejudicar o resultado final.

Estar atento às atualidades também é importante; a carta convite, antes visto com bons olhos pelo consulados, nos dias atuais pode até mesmo atrapalhar as suas chances. Caso não seja possível solucionar rapidamente, é preciso pensar à frente e evitar ter mais custos com novas tentativas.

Caso você queira saber detalhadamente sobre os pontos que podem ter contribuído para o impedimento da sua entrada em solo americano, basta entrar em contato com a ForVistos. Somos responsáveis pelo acompanhamento total do processo de cada cliente, desde a análise da documentação até a concessão do visto.

Agendamos entrevistas, pagamos as taxas e preenchemos os formulários, tornando o processo mais ágil e garantindo a sua satisfação final. Ter a documentação bem preparada e o formulário completamente preenchido corretamente é um fator essencial na solicitação do visto. Portanto, confie em quem tem sete anos de experiência no mercado e mais de 20.000 documentos do gênero aprovados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *